Guias de Portugal da Madeira em destaque no Jornal da Madeira

Associação Guias de Portugal promove vida em grupo e a cooperação

A Associação Guias de Portugal está representada na Madeira através de quatro companhias, duas no Funchal, uma em Santana e ainda em Câmara de Lobos. O método guidista incide sobre o compromisso, o sistema de patrulhas, o aprender fazendo, o auto-desenvolvimento progressivo, o simbolismo, a cooperação activa entre jovens e adultos, as actividades ao ar livre, o serviço à comunidade e até experiências internacionais.
Numa associação em que entram apenas raparigas a partir dos seis anos e até «à idade que quiserem», o objectivo é o de proporcionar «o convívio com outras raparigas, com a natureza, com a vida ao ar livre e em patrulha, no fundo, a vida em comunidade» que, por vezes, falta às crianças e jovens de hoje, realçou a comissária regional da Associação Guias de Portugal na Madeira, Ana Fernandes.Questionada se esta associação não se poderia abrir, um dia, à entrada de rapazes, a responsável disse que Baden-Powell criou o escutismo para os rapazes e a sua irmã iniciou o guidismo para as raparigas e assim ficou, apesar de o escutismo já permitir a entrada de raparigas. «Nós continuamos fiéis ao ideal do nosso fundador e como já existe tanta coisa que já é mista, como o desporto, esta é uma coisa diferente e precisamos desse tempo nosso», realçou.
Movimentando cerca de 100 raparigas e jovens por toda a ilha, a Associação não tem dificuldades em encontrar associadas, Ana Fernandes lamenta que o mais difícil é arranjar dirigentes. Este ano entrou uma nova dirigente, mas há cerca de seis que não havia interessadas em coordenar estes grupos de raparigas.
A solidariedade está também bem presente na vida desta associação e um dos projectos que desenvolve é a de serviço à comunidade, participando em peditórios, recolha de bens ou alimentos, actividades de preservação ambiental. Levar um sorriso e um abraço aos idosos de Santana é também uma iniciativa que as jovens levam a cabo em épocas festivas, o mesmo acontecendo com as crianças que estão na Fundação Cecília Zino. «É uma forma desses idosos e crianças sentirem que alguém gosta deles e por vezes estão à nossa espera e as nossas associadas até pedem para irmos até lá», reforçou.
Mas estas jovens participam também em campanhas a nível nacional recolhendo rolhas que depois são entregues à empresa “GraNorte”, cujas verbas são encaminhadas às aldeias SOS. O “Projecto Ter mãos Grandes” realizou-se no ano passado e através da venda de biscoitos foram angariados fundos para três projectos: reabilitar uma padaria comunitária em Timor-Leste, reconstruir um internato em Moçambique e revitalizar uma biblioteca destinada a promover actividades lúdicas e escolares para 50 crianças em Angola.

Mais duas associações na RJM

No seguimento do programa que a Rádio Jornal da Madeira tem vindo a desenvolver, dando voz às associações juvenis da Região, na passada segunda-feira estiveram em estúdio a comissária regional da Associação Guias de Portugal da Madeira, Ana Fernandes, e o presidente da Associação Cultural e Desportiva do Jardim da Serra, José Ornelas.
“Associações Juvenis na RJM – Nosso Ano, Nossa Voz” é o nome do programa que assinala também o Ano Internacional da Juventude. O próximo é a 11 de Abril, às 11 horas.

4 companhias de guidismo na Região

A Associação Guias de Portugal é a entidade que pomove o guidismo em todo o País, incluindo nas ilhas. Na Madeira, são quatro as companhias, existindo duas no Funchal (Santa Rita e Colégio de Santa Teresinha), uma em Santana e uma outra na Paróquia do Carmo, em Câmara de Lobos. No total, esta Associação movimenta cerca de cem raparigas e jovens mulheres.
O guidismo procura contribuir para a formação de carácter, através de uma pedagogia activa, baseada na vida em grupo, vida ao ar livre, no compromisso e na progressão. Este é um movimento de educação não formal que se baseia no método preconizado por Baden-Powell e tem como principal objectivo o de “proporcionar às raparigas e jovens mulheres a oportunidade de desenvolverem plenamente o seu potencial como cidadãs universais responsáveis”.

Acantonamento a 10 de Abril

As Guias estão a assinalar o centenário da Associação Mundial. Entre 2010 e 2012, as cerca de dez milhões de guias, presentes em 145 países, estão a assinalar a data sob o lema “100 anos a mudar a vida”. A Associação tem vindo desde 1910 a formar raparigas para serem líderes, autónomas e cidadãs universais. O centenário está a ser comemorado em três temas anuais, “Plant” (plantar), assinalado em 2010, “Grow” (crescer), em 2011, e no próximo ano será “Share” (partilhar).
O ponto alto das comemorações será no dia 100 de cada ano. Este ano, no dia 10 de Abril está prevista, na Madeira, um raid pela cidade do Funchal e uma festa. Entre 10 e 13 de Abril será realizado um acantonamento regional com todas as guias da Madeira. As comemorações do centenário terminam em 2012 com o acampamento nacional em Braga, onde estarão as guias madeirenses.

In http://www.jornaldamadeira.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.