As nossas Guias em Cabo Verde

TMG Missão Cabo Verde

Ter Mãos Grandes para Ajudar é um projeto da Associação Guias de Portugal de apoio a países de língua oficial portuguesa.

Enquadrado num programa local de educação para o desenvolvimento e de sensibilização para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio, este projeto assentou em duas fases:

A primeira fase decorreu em 2009 e 2010, na qual as Guias confecionaram e venderam bolachas caseiras. A receita da venda permitiu angariar, em apenas seis meses, mais de 51 mil euros. Esta verba foi totalmente destinada para apoiar a implementação de três projetos de desenvolvimento local: um orfanato em Angola, uma biblioteca em Moçambique e uma padaria comunitária em Timor-Leste.

Entre 2013 e 2014, data da segunda fase do projeto, as Guias Caravela e as Guias Moinho de todo o país desenvolveram, em patrulha, projetos nas suas comunidades em torno de temas como a literacia, saúde pública, combate ao isolamento dos idosos, conservação da natureza e florestas, recolha de medicamentos, preservação da cultura local, entre muitos outros sempre relacionados com as necessidades locais identificadas. No final, foram selecionados dois projetos vencedores e as patrulhas desses projetos tiveram a oportunidade de criar e participar numa missão comunitária a Cabo Verde (Cidade da Praia).

A MISSÃO

TMG Cabo Verde 20

A missão decorreu entre os dias 16 e 31 de agosto de 2014 e contou com a participação de 10 elementos. Ao longo da missão, as Guias desenvolveram ações de formação e sensibilização junto de crianças e adultos em áreas como a saúde e higiene, conservação de alimentos, primeiros socorros e cidadania; participaram na reconstrução e melhoramento de infraestruturas; visitaram várias organizações e partilharam da cultura cabo-verdiana nas suas diferentes formas.

 

PARTICIPANTES

A Patrulha Pandora da Região de Braga foi a vencedora com “Ambientalista-te”, o projeto que conseguiu que a população reciclasse, numa comunidade em que a reciclagem era praticamente inexistente. A esta patrulha de moinhos, juntou-se outra do mesmo ramo, a Patrulha Bago-de-Milho da Região de Faro, mentora de outro dos projetos finalistas, “Vem Girar na Natureza”, com incidência na proteção ambiental. A estas duas patrulhas juntaram-se as Delegadas Regionais do Ramo Caravela das Regiões de Faro e Viana do Castelo e uma Dirigente da Região de Braga.

TMG Cabo Verde 24

 

 

Testemunhos da Comunidade de Achada de S. Filipe

“Elas fizeram uma coisa maravilhosa que nunca tinha acontecido antes na comunidade. As crianças, os adolescentes, os adultos, os jovens, ficaram felizes. Guias, vocês são especiais para mim!”

“Obrigada por visitarem a nossa paróquia e por tornarem os nossos dias muito mais felizes.”

TMG Cabo Verde 11

“As Guias trouxeram uma outra dinâmica para a comunidade e nos ensinaram outras formas de aproveitar os tempos livres, além de serem excelentes companheiras nos meus dias, muito obrigada por isso tudo.”

“Elas para mim foram um anjo que vieram trazer alegria nos meus dias tristes. Queria agradecer-lhes por tudo “muito obrigada” pelo vosso amor, carinho e diversão nunca vou esquecer de vocês, obrigada.”

TMG Cabo Verde 12

“As Guias trouxeram muitas diversões, e eu gostei muito, elas são simpáticas, amorosas e brincalhonas, achei as Guias mais interessantes porque elas eram bem simpáticas, espero que elas voltem para o ano e vou ter saudades.”

“As Guias são muito simpáticas, eu gostei muito delas e elas trouxeram muita alegria, diversos jogos, brincadeiras e quando elas forem para Portugal eu vou sentir saudades e quero que elas voltem para Cabo Verde. Aprendi muitas coisas.”

 TMG Cabo Verde 8

“As Guias! Muitas pessoas passaram por mim mas vocês foram as que me marcaram com muito entusiasmo. Obrigada.”

“As Guias trouxeram uma nova dinâmica para nossa localidade. Aprendi muitas coisas novas que não sabia.”

Testemunhos das Guias Missionárias

“Os desafios foram constantes. Os gestos mais simples e todas as brincadeiras faziam diferença nas crianças que nos acompanharam, elas valorizaram tudo o que lhes oferecemos. Aprendi a dar o melhor de mim e a superar-me. Da missão levo sobretudo o amor com que nos acolheram, o verdadeiro significado da partilha, a cultura no coração e sem dúvida que a saudade das pessoas com quem partilhámos momentos inesqueciveis.”

Sofia Fernandes, Patrulha Pandora

 

“A missão representou, para mim, um grande compromisso no que diz respeito a levar um pouco de cada Guia à população com quem trabalhámos. A capacidade de adaptação, de trabalho organizado segundo o Método Guidista e o sentido de responsabilidade frente ao serviço à comunidade, estiveram intrinsecamente integrados na nossa missão. Cultivei novas competências e aptidões pessoais.”

Ana Sofia Lopes, Patrulha Pandora

TMG Cabo Verde 1

“Ser Guia é sem dúvida uma mais valia para qualquer jovem rapariga, dá-nos ferramentas úteis para a vida e capacita-nos para uma melhor interação com o próximo. A missão foi uma experiência que enriqueceu qualquer uma de nós tanto a nível pessoal como guidista. Recebemos tanto a troco de quase nada…”   

Mara Páscoa, Patrulha Bago de Milho

 

“Enquanto Guia e Cidadã passei a olhar o mundo de uma forma ainda mais atenta.”

Beatriz Estremores, Patrulha Bago de Milho

TMG Cabo Verde 25

“Adorei cada momento passado com a maravilhosa comunidade de S. Filipe Apóstolo O brilho dos meus olhos não consegue esconder a enorme saudade que sinto por algumas pessoas que foram verdadeiros anjos no nosso caminho e que terão sempre um lugar muito especial no meu pensamento. Nesta missão, para além de todos os rostos sorridentes que nos encheram o coração de ternura, destaco também a maravilhosa sensação de deixar uma marca significativa onde ela mais era necessária. Agora, após estes quinze dias passados no paraíso, sinto-me contagiada pelo “bichinho” missionário e encaro a missão realizada como a primeira de muitas que adoraria concretizar. É com enorme orgulho que digo que enfrentei esta aventura com um lenço ao pescoço!”

Joana Silva, Patrulha Bago de Milho

 

“Esta viagem foi uma experiência única e enriquecedora. Esta missão contribuiu para o meu crescimento pessoal e fez de mim uma pessoa melhor, capaz de observar o que há de mais simples e que faz a diferença. O que recebemos é muito maior do que conseguimos oferecer.”

Susana Oliveira, Dirigente da Região de Braga

TMG Cabo Verde 5

“Trouxe comigo a alegria que era vivida em cada dia! Recordo a entrega que cada pessoa nos dava que era contagiante e o acolhimento que recebemos fazia-nos sentir em casa! Agradeço a oportunidade e a todas que comigo partilharam a experiência.”

Ana Filipa Gomes, Delegada do Ramo Caravela da Região de Viana do Castelo

 

“Tivemos a oportunidade de nos tornarmos e de vivermos como cidadãs universais e responsáveis. E que responsabilidade! Ajudar a educar as crianças e jovens de Cabo Verde para a educação e a saúde. Fomos a voz de todas as Guias portuguesas a dizer: estamos aqui e queremos ajudar. O que podemos fazer?”

Filipa Torrão, Delegada do Ramo Caravela da Região de Faro

In http://www.guiasdeportugal.org/index.php/noticias/206-ter-maos-grandes-a-missao-em-cabo-verde

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.