Já conheces o Logótipo Regional de Braga

O logótipo é baseado em toda a região de Braga, ou seja, Amares, Barcelos, Braga, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Esposende, Fafe, Guimarães, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho, Vila Nova de Famalicão, Vila Verde e Vizela.

A base do logótipo é o símbolo guidísta, o trevo. Com contornos em azul-marinho pois é uma das cores principais da farda das guias.

A cor azul no fundo do logótipo provém da farda da guia e, aliás, a forma como foi pintada é baseada no mar, fazendo lembrar o embate do mar nas rochas, visto que a região de Braga também é constituída por zona de costa (Esposende e suas freguesias).

Um dos símbolos bem conhecidos da região de Braga é o Galo de Barcelos, portanto, não podia faltar na constituição da nossa proposta de emblema. Manteve-se alguns dos desenhos do corpo do Galo pois é uma parte fundamental do símbolo de Barcelos.

Uma das igrejas mais conhecidas a nível nacional, especialmente pela sua arquitectura de estilo barroco, a Igreja da Sé entra no nosso logótipo. A Igreja da Sé para além deste significado já atribuído, representa também a importância da religião na cidade de Braga, sendo a mesma conhecida por Cidade dos Arcebispos.

A cidade de Braga, antigamente, era cercada por uma muralha e o Arco da Porta-Nova veio substituir a antiga Porta de 1512 onde se fazia a entrega das chaves da cidade e, como não podíamos esquecer a história da cidade, fizemos a representação da mesma, pois foi em 1910 considerado Monumento Nacional.

Pode ver-se representadas as quatros cores dos lenços das guias, o amarelo, o verde, o laranja e o azul (nos contornos do trevo) que, para além de dar vida ao logótipo, preenchem os símbolos da região exprimindo assim a grande expansão das guias por toda a região. As bolinhas coloridas figuram o emblema dos 75 anos da associação em Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *